sábado, 4 de julho de 2015

Região Geoeconômica Centro-Sul do Brasil

Complexo Regional Centro-Sul

A Região geoeconômica Centro-Sul abrange os estados das regiões Sul e Sudeste brasileiros (com exceção do norte de Minas Gerais), além dos estados de Mato Grosso do Sul, Goiás, sul do Tocantins e do Mato Grosso, e o Distrito Federal. Compreende aproximadamente 2,2 milhões de km² (cerca de 25% do território brasileiro). É atualmente a primeira região geoeconômica do país em população e em PIB.
Região Geoeconômica Centro-Sul.

Relevo

No extremo leste encontra-se um conjunto de terrenos elevados que são chamados de planaltos e serras do Atlântico-leste-sudeste. No litoral encontram-se as escarpas, que são terrenos acima de 1000 metros de altura, como a Serra do Mar e a Serra da Mantiqueira. 
Na porção central localizam-se terras de baixas e médias altitudes, classificadas como planaltos e chapadas da bacia do Paraná. Essas áreas sofreram intensos derrames vulcânicos nas eras anteriores dando origem a um solo extremamente fértil.

Clima

Três climas predominam em grande parte dos estados: 
  • o clima subtropical, localizado em toda Região Sul e em parte do estado de São Paulo, 
  • o clima tropical, predominante na maior parte do Centro-Sul 
  • e o clima tropical de altitude, predominante em áreas serranas de São Paulo.

Hidrografia

Dentro do Complexo regional do Centro-Sul encontram-se partes de grandes bacias hidrográficas: a do rio Paraná, a do rio São Francisco e uma pequena parte da bacia do Araguaia-Tocantins.

Nenhum comentário: